junho 11, 2005

Falando sobre o amor...



Tem um ditado que diz “amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas...” Ninguém é trouxa por amar, o amor é um dos sentimentos mais nobres do ser humano, as vezes meio psico, meio mania, mas como é bom amar.

A internet já percebeu que seria um boa fatia, basta dar uma olhadinha para ver a quantidade de sites de namoro, relacionamentos e encontros. Todo mundo procurando um amor.

Conta uma antiga lenda que, no princípio, homens e mulheres eram uma coisa só, feminino e masculino unidos completamente, colados um ao outro em um abraço universal. Por castigo dos deuses, tentando se igualar a eles, foram então, descolados para sempre e, por conta disso, vivem buscando até hoje a outra metade descolada. Sua metade da laranja.

Mania ou não, bom mesmo é estarmos com nossa metade no dia dos namorados. E nos sentirmos mais nobres, mais completos, por amar, amar, amar...

Neste domingo (12/06), comemora-se o dia dos namorados no Brasil. Essa data, foi escolhida, há + ou - 50 anos, por comerciantes paulistas, pela proximidade com o dia de Santo Antonio (13/06), conhecido como santo casamenteiro e protetor dos apaixonados, para quem as moças acendiam velas pedindo por um namorado. Curiosamente, antes de se instalar esta tradição, Santo Antonio era o santo dos objetos perdidos.

Na Europa e na América do Norte, o dia dos namorados é celebrado em 14 de fevereiro, dia de São Valentim ou Valentino. Este santo viveu no Século III, em Roma em uma época que os casamentos foram proibidos pelo imperador Claudius, por achar que o amor prejudicava o ânimo dos soldados, por conta da guerra. Valentino continuou a casar os jovens, e passou à história como padroeiro dos apaixonados. Por sua atividade foi condenado e decapitado no ano de 278.

A tradição do dia dos namorados, é anterior a São Valentino. Ela se originou na festa romana da Lupercalia (Februata), homenagem aos deuses Pã e Juno. Neste dia, quando a primavera já se aproximava, era organizada uma cerimônia na qual, nas aldeias, os nomes das moças eram colocados em uma caixa de onde cada rapaz retirava um. A sorteada passava a ser a sua namorada - e era por ele cortejada durante os doze meses que se seguiam.

No Brasil, o primeiro dia dos namorados foi comemorado em 1953, organizado por comerciantes paulistas. O dia foi criado como pretexto para que as pessoas amadas fossem presenteadas e assim se demonstre amor por elas.

Um comentário:

  1. Egui, que belo dia dos namorados, né? chuvinha, friiiozinho, dominguinho...edredon_don!!!!
    beijos
    Jo
    http://fotolog.terra.com.br/jovildosa:16

    ResponderExcluir